Notícias Dicas


Sobrepeso Infantil: Filhos Únicos e Meninas Estão Mais Propensos

Sobrepeso Infantil: Filhos Únicos e Meninas Estão Mais Propensos

Sobrepeso Infantil: Filhos Únicos e Meninas Estão Mais Propensos
Por Cintia S. Castro

Filhos únicos são mais propensos a desenvolver problemas com excesso de peso durante a infância. Este é o resultado de um estudo conduzido pelo Institute of Education, da University of London, envolvendo mais de 11 mil crianças nascidas entre 2000 e 2002. Os pesquisadores sugerem como causa o fato de serem menos ativos, devido à ausência de irmãos em casa, ou mesmo por conta da superproteção oferecida pela família. 

As análises indicam que os filhos únicos apresentam 25% mais chances de sofrer de problemas de peso do que quem tem irmãos. Além disso, as meninas analisadas encontravam-se mais propensas ao excesso do que os meninos: a proporção era de uma a cada quatro crianças do sexo feminino, para um entre seis do sexo masculino.

A importância dos níveis de IMC dos pais e, especialmente, das mães, foi ressaltada pelos especialistas, os quais defendem a ideia de que o excesso de peso é um problema relacionado à família, tendo como um dos fatores mais influentes para o seu desencadeamento o ambiente em que vivem os filhos. Como parte de um estudo contínuo, os pesquisadores monitoram a saúde das crianças, observando o comportamento, o desenvolvimento cognitivo e alterações no peso ao longo dos primeiros sete anos de vida.

Não está claro se o maior risco para as meninas deve-se ao fato de serem super alimentadas, ou porque praticam menos atividade física – ou talvez por serem super protegidas pelos pais – ou por uma combinação de tais fatores, explicam os cientistas.

“De qualquer maneira, conscientizar os pais sobre o aumento do risco para as meninas e os filhos únicos pode ajudar a mudar o comportamento deles”, afirma a Dra. Alice Sullivan, autora do trabalho.

Colunistas