Notícias Dicas


Reunião Aconteceu no México com Diretora da OMS e 31 Ministros

Reunião Aconteceu no México com Diretora da OMS e 31 Ministros

Reunião Aconteceu no México com Diretora da OMS e 31 Ministros
Por Cintia Castro

Os ministros da Saúde de 31 países do continente americano, reunidos no México no dia 25 de fevereiro, assinaram em conjunto uma declaração em que propõem a criação de políticas públicas com o fim de combater a obesidade nas respectivas nações. O documento foi aprovado durante a Consulta Regional de Alto Nível das Américas Contra as Enfermidades Crônicas não Transmissíveis (ECNT), que contou com a presença da diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan.

Na declaração, faz-se referência a um trabalho multisetorial que deve ser executado em todos os países envolvidos – reconhecendo, em particular, a liderança da área de saúde.

Fatores Sociais
Além disso, a prioridade das políticas públicas deve ser os fatores sociais, que provocam enfermidades não transmissíveis, como a obesidade. O texto sugere que os governos retomem experiências de prevenção, controle e serviços, e que se comprometam a facilitar a participação de setores da educação, agricultura, comércio, meios de comunicação e indústria alimentícia, juntamente com autoridades de saúde, para prevenir o sobrepeso e a obesidade.

Diante dos representantes dos diversos países, Chan afirmou que a obesidade de 43 milhões de crianças no mundo não é resultado de maus pais, e sim de políticas públicas deficientes.

- Alguns dizem que são as pessoas que escolhem assim. Porém, temos que nos responsabilizar pelas crianças obesas ao redor do mundo. Não há maus pais -há políticas ruins. Não é justo que os ministros da saúde arquem com tudo isto: precisam da participação dos chefes de Estado. Necessitamos de políticas públicas coerentes e integradas para obtermos uma boa liderança e sermos os campeões na luta contra tais enfermidades – defendeu.

Ainda de acordo com os dados da OMS, 76% das mortes no continente americano estão relacionadas com todos os tipos de doenças não transmissíveis – sendo 60% causadas por males cardiovasculares, respiratórios, crônicos, câncer e diabetes.

 

Colunistas