Notícias Dicas


Projeto Combate Obesidade Infantil em São Paulo

Projeto Combate Obesidade Infantil em São Paulo

Cerca de 900 alunos da rede municipal de Botucatu, em São Paulo, fazem parte de programa que visa criar hábitos alimentares mais saudáveis entre os estudantes da região. O projeto – Qualidade de Vida: Avaliação e Diagnóstico Nutricional e Complicações Associadas – é uma iniciativa da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Escola Pública Professor Luiz Carlos Aranha Pacheco.

A médica pediatra Gleice Gabriel, a nutricionista Ana Elisa Rinaldi e o biomédico Fernando Moreto já estão colocando a proposta em prática. O primeiro passo foi a avaliação do comportamento alimentar dos alunos de três escolas públicas de Botucatu, na faixa etária entre 6 e 14 anos.

“Aproximadamente 30% dos meninos e meninas estão acima do peso, resultado do alto consumo de alimentos gordurosos e sedentarismo”, afirma Gleice. “Muitos passam a maior parte do dia em frente à televisão”, completa.

As coletas de sangue, realizadas no Hospital das Clínicas da Unesp, mostraram casos de níveis elevados de colesterol e triglicérides, além de pressão alta. “Geralmente, os pais dessas crianças também estão acima do peso. Por isto, esta é uma questão que deve ser trabalhada em família”, afirma a médica.

A prevenção é a base do projeto, que conta com a participação de equipe multidisciplinar. Pais e alunos assistem palestras com especialistas da área de saúde. Aos professores, cabe dar continuidade ao trabalho, aplicando tarefas relacionadas ao tema em sala de aula.

Para a diretora do colégio Professor Luiz Carlos Aranha Pacheco, Luciene Cota, os resultados já são visíveis. “Com a ajuda dos profissionais, na escola, e dos pais, em casa, as crianças estão se alimentando com mais qualidade. Isto reflete no aprendizado, pois, com um corpo saudável, o aluno pensa melhor e se valoriza mais”, conclui.

 

Colunistas