Notícias Dicas


Pesquisa Revela 50% de Esteatose Hepática em Grupo de Obesos

Pesquisa Revela 50% de Esteatose Hepática em Grupo de Obesos

Pesquisa Revela 50% de Esteatose Hepática em Grupo de Obesos
Por Beth Santos

A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) acaba de divulgar o resultado de estudo que revelou que cerca de 50% dos adolescentes obesos atendidos pelo Grupo de Estudos da Obesidade (GEO) do Departamento de Biociências, no Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício da Universidade apresentaram algum grau de esteatose hepática não alcoólica (acúmulo de gordura no fígado).

A doença vem sendo considerada como o novo marcador da Síndrome Metabólica, que, entre outros problemas, aumenta as chances de desencadeamento de hipertensão e doenças cardiovasculares associadas à obesidade.

O estudo avaliou, desde 2004, cerca de 300 adolescentes com idades entre 15 e 19 anos. Os pesquisadores observaram, entre os que apresentaram a doença, a incidência de esteatose nos graus 1 (cerca de 30% de gordura no fígado), grau 2 (entre 30% a 60%) e 3 (de 60% a 90%).

O grupo diagnosticado passou por um ano de tratamento clínico e nutricional, orientação psicológica e atividade física. Metade foi bem sucedida em reduzir os níveis de gordura para índices considerados saudáveis.

A coordenadora da pesquisa, Dra. Ana Damaso, explica que “a chance de cura existe, mas depende do emagrecimento. É importante que o paciente não perca peso muito rapidamente, porque, quando isso ocorre, a gordura estocada nas vísceras (região central do corpo) vai diretamente para o fígado, que não consegue sintetizá-la a contento e exportá-la novamente para a circulação, aumentando a quantidade de gordura intra-hepática”.

Inscrições para 2010
O Programa de Intervenção Interdisciplinar em Obesidade para adolescentes, do GEO, anuncia que terá continuidade no próximo ano. O novo grupo começa a trabalhar em janeiro de 2010. As inscrições para jovens entre 15 e 19 anos estarão abertas de 9 a 18 de novembro de 2009 e de 13 de janeiro a 12 de fevereiro de 2010. Entrevistas podem ser agendadas pelo telefone (11) 5572-0177.

Colunistas