Notícias Dicas


Obesidade Pode Agravar Casos de Dengue

Obesidade Pode Agravar Casos de Dengue

Obesidade Pode Agravar Casos de Dengue
Por Beth Santos

Em recente conferência sobre a dengue em Cingapura, especialistas presentes afirmaram que o tratamento da doença tende a se tornar mais complicado no futuro, por causa do aumento da incidência de sobrepeso e obesidade.

“Em pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) elevado, seus vasos capilares são intrinsecamente mais propensos a vazarem, o que é agravado numa infecção por dengue”, explica Jeremy Farrar, professor de Medicina Tropical da Universidade de Oxford, no Vietnã.

Segundo o especialista, as vítimas da dengue sofrem da chamada permeabilidade capilar, que provoca vazamento dos vasos sanguíneos para os tecidos mais próximos - o que pode acarretar dificuldades respiratórias e complicações em órgão vitais como cérebro, fígado e rins.

Os Números
Segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS), haveria cerca de 50 milhões de casos de dengue por ano no mundo. Deles, em torno de 500 mil são casos graves, da chamada dengue hemorrágica, o que resultaria em 22 mil mortes anuais, atingindo especialmente crianças.

Estudiosos do assunto afirmam que a dengue causa a perda de pelo menos dez dias úteis de trabalho a cada caso e que o tratamento tem um custo médio de 1.394 dólares por paciente. Estima-se que o vírus é endêmico em mais de 100 países, com população total de 2,5 bilhões de pessoas.

Ainda não há cura nem vacina para a dengue, mas um laboratório farmacêutico de grande porte estaria no estágio final do desenvolvimento clínico de uma possível imunização.

Colunistas