Notícias Dicas


Obesidade e Diabetes na Pauta de Discussão em Simpósio

Obesidade e Diabetes na Pauta de Discussão em Simpósio

Por Sandra Narita
9 de novembro de 2008.

“O que funciona para a prevenção do diabetes e da obesidade no cenário do sistema público de saúde” foi tema de um simpósio realizado durante o 13th International Congress of Endocrinology (ICE2008), que teve como presidente da mesa o Dr. Marcio Mancini, presidente da ABESO. O ICE acontece no Riocentro, na cidade do Rio de Janeiro, de 8 a 12 de novembro. Mais de 7 mil pessoas circulam pelo congresso que tem o Dr. Amélio Godoy-Matos como presidente local. A organização do ICE 2008 é conjunta da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) com a International Society of Endocrinology (ISE).

“Estratégia e Política Nacional” foi o enfoque da palestra inicial, do Dr. Walmir Coutinho - presidente da Federação Latino-Americana de Sociedades de Obesidade (FLASO). Ele traçou um histórico sobre o que vem sendo feito no Brasil em relação à prevenção da obesidade. Também citou o primeiro Consenso Latino-Americano de Obesidade, evento realizado no Rio de Janeiro, como uma tentativa de estabelecer medidas de prevenção e tratamento do problema.

Além disso, lembrou que, em junho de 2008, foi aprovada a lei que institui a data 11 de outubro como Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Sobre o assunto, o Dr. Mancini ressalta a importância da iniciativa: “A idéia é oportuna para aumentar a conscientização de que a obesidade é uma doenaça crônica, progressiva, e que precisa de prevenção e tratamento em todos os níveis”, afirmou após o simpósio.

Indústria de alimentos e experiênica na China

O representate da empresa PepsiCo, Mark Pirner, deu sequência ao simpósio, destacando que a indústria de alimentos, hoje, tem realizado ações para ajudar no combate à obesidade. Como exemplo citou mudanças na produção de alimentos com menos gordura trans e mais ricos em nutrientes. Também falou de uma “coalização” das indústrias para prevenir a obesidade.

A palestra do norte-americano rendeu dúvidas, por parte da platéia, sobre se, de fato, há ações concretas das indústrias para combater essa epidemia. Houve questionamentos sobre falta de fibras em produtos alimentícios e ausência de restrições ao marketing de alimentos direcionado a crianças. Como resposta, Mark Pirner afirmou que a indústria tem se mobilizado para agir positivamente nos dois casos citados. Segundo o Dr. Mancini, há uma novidade nessa “aparente intenção da indústria de alimentos e bebida em modificar seus produtos pra ajudar no combate ou, pelo menos, no controle da obesidade e diabetes”, comentou.

Por último, o professor do departamento de endocrinologia do Hospital “Sino-Japonese Frienship” (Beijing, China), Dr. Guang Wei Li, relatou um estudo realizado na China intitulado Da Quing - Prevenção de diabetes. Participaram da pesquisa 577 pessoas com intolerância a glicose. Elas foram divididas em um grupo controle e em grupos que sofreram interferências por meio de dieta e atividade física. Após alguns anos, os participantes da pesquisa foram chamados para entrevistas e novos exames.

Uma das conclusões foi a de que o grupo que sofreu intervenção teve 51% menos incidência de diabetes. O Dr. Mancini destaca que essa pesquisa traz questionamentos interessantes. “O estudo interroga se os grupos que sofreram interferência mantiveram menor incidência de diabetes porque permaneceram com os hábitos saudáveis; e se esses hábitos saudáveis, que tiveram durante a pesquisa, levaram a alguma modificação no DNA ou no próprio organismo, resultando em um menor número de casos de diabetes”, ponderou.

• Veja a cobertura completa do ICE 2008 no site da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – http://www.endocrino.org.br/folhasbem/materia.php?id=487

 

Colunistas