Notícias Dicas


Estudo

Estudo

O número de mortes ocasionadas pelo excesso de peso entre norte-americanos, de idade entre 40 e 85 anos, seria de 18%, segundo estudo publicado na versão online, de 15 de agosto do American Journal of Public Health. Bem diferente de estimativas anteriores, que indicavam apenas 5% de mortes em decorrência da obesidade. 

De acordo com pesquisadores, a obesidade tem dramaticamente piores conseqüências para a saúde do que alguns relatórios recentes levaram-nos a acreditar. Estimativas anteriores teriam errado por negligenciar diferenças geracionais na forma como a epidemia de obesidade tem afetado os americanos.

As novas gerações estão mais expostas a fatores que levam à obesidade, o que leva a um risco aumentado de ter sobrepeso ou serem obesas. Hoje, é mais comum, segundo os cientistas, viver em ambientes onde a obesidade é praticamente uma regra. Os tamanhos da bebidas açucaradas são maiores, as roupas são maiores e grande parte das crianças é obesa, alertam os pesquisadores.

Os pesquisadores investigaram o risco de mortalidade quebrando a população para baixo, em "grupos" ou gerações, estudando o efeito da obesidade sobre as mortes para essas faixas etárias. Eles se concentraram em idades entre 40 e 85 anos para excluir mortes causadas por acidentes, homicídios e condições congênitas, as principais causas de mortalidade para pessoas mais jovens.

Observou-se o aumento da obesidade na mortalidade de homens brancos que morreram entre as idades de 65 e 70, entre 1986 a 2006. A obesidade foi responsável por cerca de 3,5% cento das mortes para os nascidos entre 1915 e 1919, e por cerca de 5% das mortes em pessoas que nasceram 10 anos mais tarde. A obesidade matou cerca de 7% dos nascidos outros 10 anos mais tarde.

As mulheres parecem ser mais vulneráveis do que os homens a morrer de obesidade. As mulheres negras tiveram o maior risco global de morrer de obesidade ou excesso de peso em 27%, seguido por mulheres brancas em 21%.

O estudo valida os atuais esforços por autoridades de saúde pública para combater a epidemia de obesidade, concentrando-se sobre os jovens.

Colunistas