Notícias Dicas


Bisfenol A

Bisfenol A

Uma equipe da Universidade de Michigan estudou os níveis de BPA encontrados na urina das crianças e, em seguida, medida de gordura corporal, circunferência da cintura, e os fatores de risco cardiovasculares e diabetes, em um estudo publicado esta semana na revista Pediatrics.

O BPA foi anteriormente utilizado na fabricação de resinas de policarbonato e epóxi, tendo uso comum em uma variedade de produtos para crianças, incluindo mamadeiras, revestimentos de proteção em embalagens de alimentos de metal, brinquedos de plástico, e selantes dentários.

Os autores lembram que outros estudos já haviam mostrado, em adultos, uma associação entre altos níveis de BPA e obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares, mas pouco se sabe sobre seus efeitos em crianças.

O estudo mostra maiores probabilidades de obesidade associada a níveis mais elevados de BPA urinário. Os pesquisadores também descobriram que as crianças com níveis de BPA mais elevados também foram mais propensas a ter uma relação de circunferência da cintura e altura fora do padrão.

O estudo não encontrou associações significativas de BPA com quaisquer outros fatores de doenças crônicas, incluindo níveis anormais dos níveis de colesterol, insulina ou glicose.

Seriam necessários mais estudos para comprovar se existe um nexo de causalidade entre o BPA e excesso de gordura corporal.

Colunistas