Notícias Dicas


Gravidez e Obesidade Infantil

Gravidez e Obesidade Infantil

Mulheres que ganham peso excessivo durante a gravidez correm maior risco de ter filhos com sobrepeso ou obesos, de acordo com um estudo publicado na revista PLoS Medicine


Pesquisadores do Hospital Infantil de Boston, Massachusetts, conduziram um estudo de coorte de base populacional de 42.133 mulheres que tiveram mais de uma gravidez e 91.045 crianças fruto dessas gravidezes. .

Os pesquisadores queriam determinar se a obesidade infantil pode ser conquência das condições durante a gravidez, que poderia influenciar o peso ao nascer, ou se genes e dieta desempenhariam um papel importante para sobrepeso e obesidade.

Os resultados do estudo mostraram que, em média, as mães ganharam cerca de 14 kg em cada gravidez .

Pesquisadores dizem que para cada quilo de peso que uma mãe ganha durante a gravidez, aos 12 anos, o IMC de seu filho vai aumentar em 0,02 kg/m2.

Quando os pesquisadores ajustaram os resultados para as diferenças de peso ao nascer, este aumento de peso ainda permaneceu significativo.

No geral, as variações no ganho de peso da gravidez representaram 0,43 kg/m2 de diferença no IMC durante a infância. Em comparação, houve um aumento de cerca de 2 kg/m2 no IMC médio de crianças nos EUA desde os anos 1970 .

Os pesquisadores observam que teria sido útil incluir dados de IMC das mães no pré-gestacional neste estudo, uma vez que mulheres com maior IMC tendem a ganhar menos peso durante a gravidez. Esta é considerada uma limitação do estudo.

O peso corporal na infância prevê o peso corporal quando adulto. Os autores do estudo dizem que suas descobertas sugerem que supernutrição durante a gravidez pode programar o feto para um aumento do risco de vida para a obesidade, independente dos genes e fatores ambientais, e isso poderia se propagar por gerações. E embora a magnitude desse efeito seja pequena em base individual, os efeitos encontrados poderiam explicar centenas de milhares de novos casos de obesidade infantil a cada ano, segundo os autores. 

Os pesquisadores reconhecem que são necessários mais estudos na área para determinar o real impacto de ganho de peso na gravidez na aumento de probabilidade do desenvolvimento de obesidade infantil.

Colunistas