Notícias Dicas


Médicos da Califórnia Levantam Hipótese

Médicos da Califórnia Levantam Hipótese

Médicos da Califórnia Levantam Hipótese

Por Cintia S. Castro

A obesidade constitui um fator de risco para desenvolver complicações graves decorrentes da gripe do vírus da influenza A (H1N1). Essa possibilidade surgiu a partir das observações dos médicos da Califórnia, nos Estados Unidos, país onde já foram notificados mais de cinco mil casos, com seis óbitos.

“Ficamos surpresos com a incidência de obesidade entre os casos severos que monitoramos”, afirmou a Dra. Anne Schuchat, uma das médicas do CDC (Centers for Disease Control and Prevention) que está monitorando a epidemia no país. Segundo ela, os cientistas estão estudando a possibilidade de incluir os obesos entre os outros grupos de risco, como a gestantes (sobretudo no terceiro trimestre), pessoas com diabetes e pacientes com doenças cardiovasculares.

No estado da Califórnia, a idade média das pessoas hospitalizadas com o vírus da nova gripe é de 27.5 anos. Enquanto 3/4 são mulheres, 65% são hispânicos.

Segundo a ONU, há 70.893 infectados no mundo e 311 mortes relacionadas ao vírus da nova gripe. No Brasil, o Ministério da Saúde informou que foram confirmados 627 casos (até o dia 29 de junho). Desse total, 40 são do Rio Grande do Sul, estado no qual foi confirmada a primeira morte de um paciente com a nova gripe no país.

 

Colunistas