Notícias Dicas


Mais um Fator de Risco

Mais um Fator de Risco

Mais um Fator de Risco
Por Beth Santos

Sempre se soube que pessoas com sobrepeso ou as obesas tendem a apresentar baixa autoestima. E, em geral, acreditava-se que a obesidade era a causa. Agora, um estudo realizado por pesquisadores do King’s College, de Londres chegou à conclusão contrária: as pessoas com baixa autoestima  têm mais probabilidades de se tornarem gordas ou obesas.

A pesquisa, que envolveu 6500 pessoas no chamado Estudo de Coorte de Nascimentos Britânicos nos Anos 70, descobriu que as crianças que aos 10 anos apresentavam sinais de baixa autoestima revelaram forte tendência a serem mais gordas na idade adulta. Especialmente as meninas.

Depois de medir o IMC, certificar-se da autoimagem e levantar os possíveis problemas emocionais de cada uma das crianças aos 10 anos de idade, voltou-se a medir o IMC do mesmo grupo quando todos completaram 30 anos. Conclusão: as crianças com baixa autoestima, que se sentiam com pouco controle sobre suas vidas e, de modo geral, se mostravam mais preocupadas foram as que mais aumentaram de peso nos 20 anos seguintes.

O psiquiatra Andrew Ternouth, que comandou a pesquisa, comentou que, embora não se possa afirmar que problemas emocionais na infância causem obesidade na vida adulta, “certamente podemos dizer que eles têm seu peso, ao lado de fatores como o IMC dos pais, o tipo de alimentação e o exercício”.

Outro dos autores da pesquisa, professor David Collier, afirma “que a novidade neste estudo é que a obesidade sempre foi considerada um transtorno metabólico. O que descobrimos é que os problemas emocionais são um fator de risco para a obesidade”.

Colunistas