Notícias Dicas


Influência dos Pais é Determinante para Filhos Praticarem Atividades Físicas

Influência dos Pais é Determinante para Filhos Praticarem Atividades Físicas

Elis Galvão
21 de maio de 2008

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Porto, em Portugal, da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, conclui que diversos fatores levam os adolescentes à prática de atividades físicas, mas o professor de Educação Física não é um deles. O resultado apontou, também, que a condição sócio-econômica elevada e a participação da família influenciam, positivamente, na prática de exercícios pelo adolescente.

A pesquisa foi feita a partir de estudos efetuados com amostras com mais de 100 adolescentes, com idades entre dez e 18 anos. Foram consultadas bases de dados do Medline e SportDiscus, entre 1977 e 2006.

Para André Seabra, professor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e um dos autores do trabalho, é preocupante que não haja algum consenso a respeito da influência positiva do professor de Educação Física na atividade física dos alunos, visto que ele deveria ser um dos principais motivadores nessa relação.

A idade se mostrou um dos determinantes biológicos mais estudados. A grande maioria dos trabalhos concordou que a atividade física é um comportamento que tende a diminuir em homens e mulheres à medida em que a idade aumenta. Entretanto, segundo Seabra, em Portugal, existem alguns estudos que mostram um aumento da atividade física com a elevação da idade.

Outro ponto destacado é que os hábitos de atividade física na família ajudam a influenciar os jovens. Os pais e os pares parecem ser o elemento crítico no desenvolvimento da criança e do jovem em relação ao interesse e à participação nos exercícios. “De acordo com a literatura consultada, os pais ativos tendem a ter filhos igualmente ativos”, diz Seabra.

Ele defende a necessidade de se efetuar uma reformulação nos programas da disciplina de Educação Física, principalmente, em relação a objetivos e a matérias e conteúdos. Isso deve ser feito visando conseguir manter maior participação, motivação e prazer nas crianças e adolescentes pela prática de atividade física.

O artigo do estudo, Determinantes biológicos e sócio-culturais associados à prática de atividade física de adolescentes, de André Seabra e outros, está disponível na biblioteca online SciELO.

Fonte: Agência Fapesp
 

 

Colunistas