Notícias Dicas


Idade Mínima para Cirurgia Bariátrica Diminui

Idade Mínima para Cirurgia Bariátrica Diminui

Idade Mínima para Cirurgia Bariátrica Diminui

OMinistério da Saúde (MS) resolveu diminuir a idade mínima para as pessoas que precisam de uma cirurgia bariátrica em casos que há risco de vida do paciente – de 18 passou para 16 anos. A medida fez parte das comemorações em torno do Dia Nacional de Prevenção da Obesidade (11 de outubro).

A iniciativa foi tomada com base em estudos que apontam o aumento crescente da obesidade entre os adolescentes, como a Pesquisa de Orçamento Familiar de 2009 (POF), que verificou que na faixa de 10 a 19 anos, 21,7% dos brasileiros apresentam excesso de peso – em 1970, este índice estava em 3,7%.

Segundo a Assessoria de Comunicação do Ministério, antes de realizar a cirurgia, o paciente entre 16 e 65 anos deve passar por avaliação clínica e cirúrgica e ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar durante dois anos. Nesse período, o paciente é submetido a dieta e à prática de atividades físicas e, se os resultados não forem positivos em relação a esse e outros métodos convencionais, a cirurgia é recomendada.

De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a medida tem como finalidade ampliar o acesso e dar mais qualidade à cirurgia bariátrica, uma vez que será aprimorado o que já existe no Sistema Único de Saúde (SUS) nessa questão.

Ações Primárias

Além disso, o MS continuará fortalecendo as ações primárias e de prevenção da obesidade por meio do incentivo à mudança dos hábitos de vida da população, especialmente no que se refere à alimentação adequada e à prática de exercícios físicos regulares.

Atualmente, o SUS autoriza três técnicas de cirurgia bariátrica:Gastroplastia com derivação intestinal; Gastrectomia com ou sem desvio duodenal; e Gastroplastia Vertical em Banda. Esta última será substituída porque mostra significativo índice de recidiva deganho de peso por parte do paciente. 

No lugar dela está prevista a inclusão da Gastrectomia Vertical em Manga (Sleeve), um dos novos procedimentos bariátricos que tem recebido aceitação global, com bons resultados em múltiplos centros em vários países.

Plástica

Também há novidade na cirurgia plástica reparadora pós-operatória. Além da oferta da dermolipctomia abdominal – cirurgia plástica reconstrutiva do abdome para correção dos excessos de pele -, o SUS quer realizar a cirurgia dermolipectomia abdominal circunferencial pós-gastroplastia. Trata-se de cirurgia plástica reconstrutiva do abdome e da região posterior do tronco, realizadas em um único ato cirúrgico para correção dos excessos de pele. 

Leia Mais:
Benefícios da Cirurgia Bariátrica Vão Além do Controle de Peso
Desempenho Cognitivo de Pacientes Melhorou 12 Semanas Após Cirurgia Bariátrica

Colunistas