Notícias Dicas


Grelina: Parcialmente Responsável por Epidemia

Grelina: Parcialmente Responsável por Epidemia

Grelina: Parcialmente Responsável por Epidemia

O grelina – conhecido na área científica como o hormônio da fome – é tema de novo estudo, cujos resultados serão apresentados no próximo dia 1° de julho, durante o 94º Encontro Anual da Sociedade de Endocrinologia, em Houston, nos Estados Unidos. De acordo com a pesquisa, o hormônio pode ser um dos responsáveis pela atual epidemia de obesidade. Por induzir à vontade de comer, o grelina pode ajudar o indivíduo a ingerir uma sobremesa calórica, mesmo já estando satisfeito.

Liderado por Veronique St-Onge, PhD da Universidade Carleton, em Ottawa (Canadá), e realizado em conjunto com outro PhD da Universidade, Alfonso Abizaid, o estudo utilizou dois grupos de dez roedores.

No primeiro grupo, a sinalização de grelina foi interrompida pelo  receptor do gene. No segundo, o hormônio atuou normalmente. O resultado revelou que os ratos
sem o gene receptor do grelina comiam menos doces depois de uma refeição que os roedores com o gene receptor intacto.

Segundo St-Onge, combinado a uma vida cada vez mais sedentária, com o consumo excessivo de comida como recompensa para alguma coisa, o hormônio pode ser parcialmente responsável para a atual epidemia de obesidade.

A pesquisa comparou a tendência dos ratos, dos dois grupos, em comerem migalhas de biscoito após a refeição.

Livre Acesso

Para isso, foram oferecidas rações de livre acesso a ambos os grupos, pelo período de quatro horas, até ingerirem a quantidade usual do alimento.

No dia final do estudo, para cada rato foi oferecido 30 gramas de migalha de biscoito durante a última hora da refeição.

Não havia diferença na quantidade de ração consumida diariamente por grupo. No entanto, os ratos sem o gene receptor do grelina
comeram uma quantidade de migalha ligeiramente menor que os outros (6 versus 8 gramas).

Essa diferença foi estatisticamente significante quando comparada com a quantidade ingerida por grama de peso corporal.

Colunistas