Notícias Dicas


Fármaco Teve Recomendação Negada pelo FDA em Julho de 2010

Fármaco Teve Recomendação Negada pelo FDA em Julho de 2010

Fármaco Teve Recomendação Negada pelo FDA em Julho de 2010

O fármaco Qnexa, uma combinação de anfetamina phentermine com topiramato usada para perda de peso, continua em estudo nos Estados Unidos.

Os resultados de análises conduzidas por especialistas da Duke University (EUA) foram publicados no último dia 11 de abril no periódico científico The Lancet. A pesquisa coletou dados de 2.487 pacientes acima do peso, os quais tomaram o medicamento uma vez por dia durante um ano, ou uma pílula placebo. Todos os participantes envolvidos receberam informações sobre hábitos de vida saudáveis.

Os que tomaram a substância perderam mais de 9,5 Kg em média. Cerca de 70% das pessoas que ingeriram uma dose elevada das substâncias - phentermine e  topiramato – perderam 5% do peso ao longo de um ano. No entanto, 21% deles tiveram efeitos colaterais como formigamento, tontura e constipação. Alguns relataram crise de ansiedade e depressão.

“Este é e um dos estudos que foram submetidos ao FDA para a aprovação. É um estudo de fase III. O medicamento é uma combinação de um anorexígeno (fentermina) que é utilizado nos Estados Unidos desde 1959, e tem ação bem parecida com a nossa dietilpropiona (ação catecolaminérgica) com o topiramato (um medicamento utilizado para epilepsia, enxaqueca, distúrbios do comportamento). Existe também no Brasil. Foi testado para o tratamento da obesidade há alguns anos, mas em decorrência dos efeitos adversos, seu estudo foi suspenso. Os testes incluíam doses de topiramato menores, iguais e maiores do que as utilizadas no Qnexa”, explica a Dra. Rosana Radominski, presidente da ABESO.

Em julho de 2010, o FDA (Food and Drug Administration) recusou-se a liberar a comercialização do produto, alegando que precisava de mais informações sobre a sua segurança. A contagem foi de dez votos contrários à recomendação e sete favoráveis.

Colunistas