Notícias Dicas


Excesso de peso na gestação pode ter relação com maior índice de epilepsia

Excesso de peso na gestação pode ter relação com maior índice de epilepsia

Um novo estudo sobre sobrepeso e obesidade na gestação mostra riscos para criança. Desta vez, o foco foi a relação com a epilepsia.

O estudo foi baseado em dados de 1,4 milhões de crianças na Suécia, e foi publicado no Jornal da American Medical Association (JAMA) Neurology.

De acordo com o estudo, o aumento do risco de epilepsia em crianças de mães com excesso de peso foi de 11%, considerando o índice de massa corporal entre 25 e 30. Dos 1,4 milhão de crianças nascidas entre 1997 e 2011 na Suécia, 0,5% foi diagnosticada com epilepsia até 2012.

Mulheres com obesidade, com IMC de 30 a 35, tiveram um aumento de 20% no risco de ter um filho com epilepsia em comparação com mães com o peso normal.

Para as mulheres com IMC entre 35 e 40, o risco aumentou 30%.

E para aquelas com obesidade grave, o risco foi 82% mais elevado do que mães do peso normal.

A epilepsia é um distúrbio cerebral cujas causas permanecem mal compreendidas.

O estudo baseado em inquéritos não aprofundou as causas do risco aparentemente mais elevado de epilepsia, que pode incluir fatores genéticos e ambientais.

Os pesquisadores especularam que o excesso de peso ou obesidade durante a gravidez pode levar a um maior risco de lesão cerebral em bebês, ou que a obesidade induzida por inflamação poderia afetar o neurodesenvolvimento.

Para saber mais, o estudo >>> Eduardo Villamor, M.D., M.P.H., Dr.PH., professor of epidemiology, University of Michigan School of Public Health; Steven Wolf, M.D., director of pediatric epilepsy program, Mount Sinai Health System, New York City; Neda Razaz, M.P.H., Ph.D., postdoctoral fellow, Karolinska Institute, Stockholm, Sweden; William Bell, M.D., neurologist, Ohio State University's Wexner Medical Center, Columbus, Ohio; April 3, 2017, JAMA Neurology, online

Imagem: Carlo Navarro

Colunistas