Notícias Dicas


Pesquisa

Pesquisa

 Nova pesquisa publicada na revista Diabetologia, da Associação Europeia para o Estudo da Diabetes (EASD) sugere que os conselhos de estilo de vida para as pessoas com diabetes não deve ser diferente do que para o público em geral, embora as pessoas com diabetes possam se beneficiar ainda mais. A pesquisa foi dirigida por Diewertje Sluik, do Departamento de Epidemiologia do Instituto Alemão de Nutrição Humana Potsdam- Rehbruecke, em Nuthetal, na Alemanha.

No estudo, os pesquisadores investigaram se as associações entre fatores de estilo de vida e risco de mortalidade diferem entre os indivíduos com e sem diabetes.

Foi estudado um grupo de 6.384 de pessoas com diabetes e 258.911 pessoas sem diabetes diagnosticada. Modelagem computacional foi utilizada para explorar a relação (tanto naqueles com diabetes quanto sem) de mortalidade com os seguintes fatores de risco: índice de massa corporal , relação cintura/altura, 26 grupos de alimentos, consumo de álcool, atividade física no tempo livre, fumo.

Sem surpresa, os pesquisadores descobriram que a mortalidade global foi 62% maior em pessoas com diabetes em comparação com aquelas sem. A ingestão de frutas, legumes, nozes, sementes, óleo vegetal, massa, aves e vegetais foi relacionado a um menor risco de mortalidade e o consumo de manteiga e margarina foi relacionado a um aumento do risco de mortalidade. A associação tenha sido maior em pessoas com diabetes, mas em menor incidência também se verificou em pessoas sem diabetes. Não foram detectadas diferenças entre as pessoas com e sem diabetes para os outros fatores de estilo de vida, incluindo obesidade, consumo de álcool, atividade física e tabagismo.

Os autores dizem que “parece que a ingestão de alguns grupos de alimentos é mais benéfico (frutas, legumes, nozes, sementes, massas, frango, óleo vegetal) ou mais prejudicial (refrigerantes, manteiga, margarina, bolo, biscoitos), em relação ao risco de mortalidade, em pessoas com diabetes. Isso pode indicar que os indivíduos com diabetes podem se beneficiar mais de uma dieta saudável do que as pessoas sem diabetes. No entanto, considerando que os rumos da associação eram geralmente os mesmos, as recomendações para uma dieta saudável devem ser semelhantes para as pessoas com ou sem diabetes.

Colunistas