Notícias Dicas


Debate sobre a Epidemia Mundial de Obesidade

Debate sobre a Epidemia Mundial de Obesidade

Por Aristeu Araújo
09 de Junho de 2008


A epidemia mundial de obesidade foi tema de um painel promovido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) no último dia 3 de junho. O encontro, que também foi transmitido pela internet, reuniu os doutores Antonio Roberto Chacra, membro do Departamento de Dislipidemia e Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM); Rosely Sichieri, da Univesidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ); Taki Cordas, da Universidade de São Paulo (USP); e Solange Nappo, da Unifesp.

O Dr. Chacra falou sobre as perspectivas de solução da obesidade e ressaltou que uma causa importante do problema está relacionada ao preço dos alimentos. "A estrutura atual do mercado e dos preços da comida estão distorcidos. Há excesso de alimentos de alto teor calórico, não existem subsídios para frutas e verduras, que se tornam bastante caras. O alimento industrializado é de fácil acesso e mais barato", analisou.

A Dra. Solange Nappo ministrou palestra sobre inibidores de apetite. Ela explicou que a anfetamina foi sintetizada em 1887 e chegou a ser vendida para congestão nasal. Durante a Segunda Guerra Mundial, estima-se que os soldados norte-americanos e alemães consumiram cerca de 200 milhões de comprimidos de anfetamina, levando muitos à dependência.

Hoje, no Brasil, sabe-se que há abuso no uso dos anorexígenos. De 1998 a 2006, houve um crescimento de 500% no uso de drogas anfetamínicas. Outro dado apresentado é que 86% de toda a dietilpropiona produzida no mundo é consumida no Brasil, assim como 75% de toda produção do fenproporex.

As palestram podem ser vistas no site
http://itv.netpoint.com.br/febrafarma

 

Colunistas