Notícias Dicas


Atividade física reduz adiposidade e melhora a função cognitiva infantil

Atividade física reduz adiposidade e melhora a função cognitiva infantil

 

As crianças participantes do estudo apresentaram não apenas redução da adiposidade, mas
também melhores respostas durante tarefas de controle inibitório


O artigo Obesity, Visceral Adipose Tissue, and Cognitive Function in Childhood (Obesidade, Tecidos Adiposo Visceral e Função Cognitiva na Infância), publicado no The Journal of Pediatrics, traz uma importante relação entre os efeitos da atividade física na obesidade e também no controle cognitivo infantil.

De autoria de especialistas dos Departamentos de Psicologia e Cinesiologia da Universidade Northeastern (Boston), Universidade de Illinois e Universidade do Estado de Michigan, o estudo avaliou os efeitos da prática de atividade física durante nove meses em crianças de 8 a 9 anos de idade, com obesidade e com peso saudável, comparando as alterações apresentadas após este período entre os dois grupos.

Após um período de nove meses praticando atividade física regular, os participantes tiveram sua função cognitiva avaliada por meio de tarefas de controle inibitório, que verificaram suas habilidades de controlar o comportamento diante de estímulos externos específicos.

Os resultados evidenciaram redução na adiposidade nas crianças que praticaram atividade física, especialmente naquelas com obesidade. No mesmo período, as crianças com obesidade que não realizaram atividade física apresentaram aumento de tecido adiposo visceral.

A conclusão dos pesquisadores foi que os benefícios encontrados ao final do estudo estavam relacionadas à atividade física, mas também às consequências observadas no desempenho cognitivo das crianças participantes. Isso porque, a atividade física alterou de maneira benéfica o controle inibitório das crianças, particularmente entre as consideradas obesas no início do estudo, auxiliando na redução do tecido adiposo visceral. 

Colunistas