Notícias Dicas


Anvisa Proíbe Fitoterápico Vendido Ilegalmente

Anvisa Proíbe Fitoterápico Vendido Ilegalmente

Anvisa Proíbe Fitoterápico Vendido Ilegalmente

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no Diário Oficial de hoje, dia 5 de julho, a suspensão da propaganda e também da venda do produto Dietmax em território nacional. Vendido pela internet, o Dietmax - que se autodenomina fitoterápico - promete perda de peso rápida e “natural”.
 
 Fabricado pela Nutralogistic Comércio e Representação Ltda., o produto está sendo comercializado ilegalmente, segundo a Anvisa, por não possuir registro, já que todo fitoterápico necessita do aval da Vigilância Sanitária.
 
 Vendido no Brasil desde abril, a propaganda do suposto produto para emagrecer afirma que o consumidor pode perder até 11 quilos em um mês. Segundo afirmou reportagem do jornal O Estado de São Paulo, o Dietmax usou imagens da cantora Ivete Sangalo e da atriz Juliana Paes em propaganda divulgada no Facebook, afirmando que elas teriam perdido 15 quilos com o uso do produto. As duas artistas negaram o uso do Dietmax e não autorizaram o uso da imagem.
 
 Segundo o fabricante do produto, ele seria composto por quitosana (que teria a propriedade de eliminar os adipócitos (células de gordura), biotina, psyllium (que auxiliaria na moderação do apetite), gelatina e glicerina umectante. Os especialistas no assunto, no entanto, negam tais propriedades.

Colunistas