Notícias Dicas


Classificação

Classificação

 "A obesidade foi considerada por muito tempo como um fracasso de responsabilidade pessoal - um simples problema de comer demais e se exercitar pouco. Mas é uma doença complexa", destacou Joe Nadglowski, presidente e CEO da Action CoalitionObesity, nos EUA, sobre a mudança de classificação da AMA - American Medical Association, da obesidade como doença. O anúncio foi feito na terça-feira, 18, junto com a aprovação da Política para Obesidade.

Naquele país, alguns grupos já reconheciam a obesidade como doença, mas especialistas acreditam que a posição da AMA pode trazer mudanças importantes no tratamento da obesidade nos EUA, como cobertura de atendimento pelos seguros de saúde, acesso ampliado a tratamentos com foco na obesidade, mais financiamentos de pesquisa na área, entre outras mudanças de paradigmas.

No Brasil, a obesidade também é reconhecida como doença. Em março, o governo brasileiro lançou as diretrizes para a organização da prevenção e do tratamento do sobrepeso e da obesidade, por meio da portaria 424, do Ministério da Saúde, que entre outras questões, trouxe mudanças no acesso à cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde.

A Abeso reconhece a obesidade como doença e defende o acesso ao tratamento específico para a enfermidade. "A obesidade é uma doença crônica e como em qualquer doença crônica, o paciente deve ter acesso ao tratamento completo", aponta o presidente da entidade, Mario Carra.

Colunistas