Notícias Dicas


Alteração no paladar pode aumentar procura por alimentos calóricos

Alteração no paladar pode aumentar procura por alimentos calóricos

Cientistas do Departamento de Ciências dos Alimentos da Cornell University, nos Estados Unidos, descobriram um fato que pode ampliar as estratégias para o controle da obesidade.

De acordo com o estudo Participants with pharmacologically impaired taste function seek out more intense, higher calorie stimuli, pessoas com paladar menos apurado acabam optando por alimentos mais doces e dietas mais calóricas.

O trabalho, que teve o apoio da American Heart Association, revelou que ao bloquear os receptores gustativos, as pessoas passam a desejar alimentos com maior teor de calorias, aumentando as chances de ganho de peso e, consequentemente, tornando-as mais predispostas à obesidade.

O estudo será publicado, na íntegra, na edição de outubro da revista Appetite fazendo uma importante conexão que pode elucidar uma antiga suspeita de nutricionistas, pesquisadores e médicos, que ainda não havia sido testada.

De acordo com os pesquisadores, quanto mais as pessoas perdem a  sensibilidade ao doce, mais açúcar elas procuram adicionar a seus alimentos.

O estudo

Os participantes do estudo tiveram suas papilas gustativas alteradas em diferentes níveis, por meio da oferta de um chá de ervas com concentrações baixas, médias ou altas de uma erva natural, Gymnema Sylvestre. Esta erva é conhecida por bloquear temporariamente receptores doces.

Após esta etapa, os participantes foram convidados a adoçar bebidas a seu gosto. Foi verificado que os participantes com maior bloqueio de receptores de gosto optaram por maiores concentrações de açúcar.

A diferença da necessidade de açúcar entre os participantes foi considerada bastante grande. Para uma dose de cerca de meio litro de refresco, os indivíduos com redução de 20% na capacidade de saborear o doce desejaram até uma colher de chá a mais de açúcar quando comparados àqueles que não tiveram alteração em sua capacidade de resposta ao doce.

Conclusão

Para os responsáveis pelo estudo, a conclusão foi que indivíduos com alteração na capacidade de degustação procuram estímulos mais intensos e de maior teor calórico. Assim, por meio de investigação, pode ser possível encontrar entre pessoas com problemas de sobrepeso ou obesidade paladares menos apurados.

A partir desta constatação, pode ser possível incluir nas estratégias de combate à obesidade a avaliação da percepção de intensidade de gosto, com o objetivo de melhorá-la, reduzindo a necessidade de estímulos mais intensos para atingir um nível de recompensa satisfatório. 

Colunistas