Dicas Notícias


Lancheira saudável: o papel da escola


Lancheira saudável: o papel da escola

*Por Denise Lellis, pediatra do Departamento de Obesidade Infantil da Abeso

Com o reinício das aulas muitas famílias se deparam com a dificuldade que é pensar diariamente numa opção de lanche saudável que possa ser levado á escola.

A escola é um valioso ambiente educativo e que deve exercer este papel em todos os aspectos que envolvem a vida da criança.

A literatura já discute a importância do cuidado na maneira como a escola aborda questões nutricionais em crianças e adolescentes.

O Bogalusa Hearth Study é um dos mais longos estudos prospectivos em curso. O principal objetivo está em entender o impacto das mudanças vasculares e metabólicos na saúde ao longo da vida. Mais de 1.000 publicações, cinco livros didáticos e inúmeras monografias foram produzidas e descrevem observações transversais e longitudinais em mais de 12.000 crianças e adultos em Bogalusa, Louisiana acompanhadas desde o nascimento. Inúmeras conclusões foram tiradas das mais de 160 frentes de estudo e muito tem se falado sobre a prevenção primordial que nada mais é do que a prevenção da doença cardiovascular antes que seus fatores de risco comecem a se estabelecer, ou seja, desde os primeiros anos de vida. O estudo cita a importância da atenção aos modelos para as crianças entre os quais se destacam os professores e o ambiente escolar e destacam a presença da criança na escola como sendo uma oportunidade de se lançar mão de programas de educação precoce e ampla de saúde e promoção da saúde1.

Ou seja, a escola deve se respaldar ao tomar decisões sobre o que pode ser levado e consumido dentro do ambiente escolar. Principalmente ao ser questionada pelos pais. Não há sentido em permitir que uma criança aprenda maus hábitos alimentares dentro na escola.

40 opções de lancheiras saudáveis

Alimentos ricos em sódio, açúcar, gorduras saturadas devem ser abolidos do ambiente escolar não só para reduzir o consumo das crianças que já os conhecem mas para não introduzir esses alimentos na vida das crianças que ainda não os consomes.

Os pais decidem o que comprar e oferecer aos seus filhos dentro de casa. Mas quem decide o que oferecer aos seus alunos é a escola e para tanto a escola deve munir-se de conhecimento suficiente sobre o assunto para ajudar os pais a aderirem á lancheira saudável, estabelecer condutas claras e embasadas para estabelecer regras firmes, correntes e duradouras.

 

  • Berenson GS, Pickoff AS. Preventive cardiology and its potential influence on the early natural history of adult heart diseases: the Bogalusa Heart Study and the Heart Smart Program. Am J Med Sci. 1995; 310(Suppl 1):S133-8.

 

 

Colunistas