Dicas Notícias


Alimentos in natura minimamente processados


Alimentos in natura minimamente processados

O Guia Alimentar para a População Brasileira produzido pelo Ministério da Saúde tem como objetivo levar informações confiáveis sobre alimentação adequada para toda a população. 

Devido ao atual desequilibro na oferta de nutrientes com o maior consumo de alimentos industrializados prontos para o consumo, o Guia Alimentar enfatiza o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados. 

Os alimentos in natura são definidos como aqueles “obtidos diretamente de plantas ou de animais e adquiridos para consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixarem a natureza” e os alimentos minimamente processados são definidos como “alimentos in natura que, antes de serem adquiridos, foram submetidos a alterações mínimas”, podendo ter o aumento do prazo de validade do alimento, diminuição das etapas de preparação ou facilidade da sua digestão. Algumas técnicas podem diminuir a quantidade de nutrientes dos alimentos, mas em geral, os benefícios do processamento mínimo superam as desvantagens. Alterações mínimas significam: limpeza, remoção de partes não comestíveis, secagem, embalagem, pasteurização, resfriamento, congelamento, moagem e fermentação, mas sem adição de sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substâncias.

Recomenda-se que nas preparações culinárias em que se utilizam os alimentos in natura ou minimamente processados, a adição de óleos, sal e açúcar seja moderada.

Colunistas