Colunas Obesidade Infantil

O investimento na mudança de estilo de vida tem que começar na infância

O investimento na mudança de estilo de vida tem que começar na infância

Por Denise Lellis*

Este artigo recém-publicado no Journal of the American College of Cardiology**  pode servir como uma ótima inspiração para começar 2019. O artigo discorre sobre a importância de olhar com mais cuidado para a infância quando o assunto é prevenção de doenças crônicas do adulto. Ressalta ainda que não basta agir diretamente na criança e sim em todos os segmentos da sociedade que a rodeiam. Pais, professores, políticas públicas e qualquer um que sirva de modelo para uma criança interfere em sua saúde no futuro. O estudo destaca ainda a importância do olhar integral para a saúde da criança prezando não somente sua saúde física, mas também desenvolvimento emocional, que hoje, sabemos, impacta mais o desempenho escolar do que qualquer dificuldade em determinadas matérias.

O esforço da busca pela mudança de comportamento do adulto não se sustenta se o mesmo esforço não for dedicado a construção de comportamentos na infância. Há pelo menos 40 anos, o mundo percebeu que a única prevenção real é a prevenção primordial que começa antes de a doença ter chance de aparecer, porque, depois que aparece, a epigenética atinge pelo menos mais duas gerações. Quem mais valoriza o conceito de que tudo começa na infância são os anunciantes que se dedicam a conversar com as crianças mais do que qualquer outro segmento da sociedade. O que se constrói nas consultas pediátricas é facilmente destruído por um passeio no shopping, 15 minutos de vídeos na internet e até pelo ambiente escolar. A incoerência de recados que crianças e suas famílias ouvem é chocante. Por enquanto, tudo o que os meios de comunicação e muitos profissionais envolvidos com crianças fazem é responsabilizar os pais que, como sabemos, estão longe de conseguir cuidar da própria saúde. Infelizmente ainda estamos no caminho oposto. Mas ver artigos como este nos enche de esperança de que um dia a infância terá o valor que merece.

*Denise Lellis é pediatra e membro do Departamento de Obesidade Infantil da Abeso
**Artigo de referência: Children Present a Window of Opportunity for Promoting Health

Colunistas